fbpx

A PROPÓSITO, QUEM É CELSON?

Conheça a pessoa que inspirou tudo isso

CONHEÇA O CELSON

Formado em Administração de Empresas pela UFF (Universidade Federal Fluminense) e pós-graduado em Direito Societário na FGV-RJ, quando tinha 20 anos Celson começou a procurar estágio. E ainda muito no início da faculdade conseguiu uma vaga numa empresa bem distante do mercado financeiro. De fato, esse mercado era um sonho que ainda não tinha sido despertado.

O início foi em uma empresa de navegação. Na parte da manhã trabalhava no departamento de marketing da empresa e, na parte da tarde, no financeiro.

Sair da empresa de navegação para o Icatu foi uma decisão muito complicada: já era efetivado, ganhava bem, e estava trocando isso por um cargo de estagiário em um Banco, onde o salário seria reduzido pela metade e teria que ralar muito para poder dizer que deu um passo atrás para dar dois para frente.

Em janeiro de 1998 começou a estagiar na área de auditoria do Banco Icatu, onde ficou por 2 anos. Depois se tornou analista para gestão de fundos de investimentos.

Foram 3 anos como analista do Icatu pegando uma experiência fundamental para formar o profissional que se tornou. Assim que o BBA comprou o Icatu, foi transferido para São Paulo.

Um novo desafio na carreira, o que o fez decidir que queria ser gestor de fundos, preferencialmente de ações. Diante disso, nessa busca pelo sonho de ser gestor, passou pelo Santander e Petros, casas que deram a oportunidade de ter a primeira experiência como gestor de carteiras de fundos de ações. Logo em seguida, trabalhou na GP, em fundos líquidos, e ainda em uma gestora carioca em ascensão na época, chamada Opus.

Mas o futuro ainda reservava a oportunidade que precisava para realizar um de seus maiores objetivos de vida. Foi quando a XP apareceu na sua vida.

Depois de 4 anos como head comercial institucional, com a área e resultados consolidados, era a hora de sair da zona de conforto mais uma vez e assumir novos desafios.

Em 2013, ano foi convidado para assumir a área de análise na XP. Foi assim que, no segundo semestre de 2013, se tornou estrategista-chefe da empresa. O objetivo era potencializar todas as áreas de produtos da empresa e ainda dividir seu foco entre os clientes institucionais e a enorme rede de assessores que usavam as carteiras que criadas com seus clientes.

Depois de uma história de 20 anos no mercado financeiro, tendo conquistado tantas coisas, hoje o que mais o motiva é levar uma mensagem positiva e disruptiva, que tem um potencial imensurável de mudar a vida de muitas famílias brasileiras. E assim, em 2018, motivado por um propósito, decidiu que tinha que lutar muito pela missão que tinha tomado para si.

Tomou a decisão de encerrar o ciclo na XP, a casa que projetou a sua carreira no mercado financeiro, para seguir o coração. Assumindo novos projetos que estejam cada vez mais ligados à educação, mas sem abandonar o mercado financeiro.

Hoje faz parte do time da Proseek como sócio e VP Institucional. A primeira empresa de formação profissional e alocação de talentos para o mercado financeiro e corporativo. Além disso, fundou a Charlie Money, a primeira escola de investidores profissionais dedicada a investidores no-tempo-livre.

Com isso, um novo ciclo se inicia, renovando seu eterno compromisso com a educação.

PORQUE CRIAR O CHARLIE?

Depois de 20 anos no mercado financeiro, o Celson megulhou de cabeça no seu projeto de vida: transformar a maneira com que pessoas como você se relacionam com o dinheiro e tomam decisões sobre investimentos.

Como estrategista-chefe e sócio XP Investimentos, ele viajou todo o país e conheceu de perto a enorme falta de intimidade na relação entre o brasileiro e seus investimentos.

Existe um esforço grande dos grandes bancos em falarem com investidores institucionais, mas pouco é feito para dialogar com a maioria da população em termos de investimentos.

Partindo desse incômodo, verificou que a fraca educação financeira (praticamente ausente nas escolas) no país está criando problemas imensos na vida de diversas pessoas. Isto passa desde escolhas de investimentos com baixa rentabilidade até por simples falta de organização das contas pessoais e despreparo para uma aposentadoria tranquila.

A Charlie chega para elevar a qualidade do conhecimento financeiro na vida dos brasileiros. Um aluno da Charlie saberá como entender melhor o ambiente a sua volta, conseguindo identificar oportunidades de investimento com mais facilidade após uma série de instruções que serão apresentados pelo Celson.

A ideia é atacar situações como aquela observada na vida de muitas pessoas: uma renda que cresce, mas o patrimônio não muda. Outro ponto será a tomada de decisão sem nenhum embasamento para iniciar um novo negócio, como franquias por exemplo. Explicar métodos para acumular ao longo da vida e conseguir parar de trabalhar.

Acima de tudo, a Charlie deixará a pessoa preparada para caminhar com as próprias pernas no mercado de investimentos brasileiro. Passando por momentos de crise ou de bonança, todos estarão aparelhados de ferramentas para analisarem cenários e tomarem suas próprias decisões de forma clara, objetiva e consciente.